05 agosto 2009

NU, de roupão azul

A foto na tela me dá o recado –
Usando só o roupão azul todo gasto
De trás da porta do banheiro
Vou me mudar prum lugar com paz.

Sou um dos velhos dos novos tempos,
Como me disse o velho dos antigos.
Não é que estou velho, é que sou.
Parte do grupo dos pobres sugadores.

Quero habitar um lugar com árvores
Que estejam plantadas em algo marrom.
Quero que a perturbação seja calma
Pra que o que sugado seja realmente bom.

Não pretendo sugar mais nada de ninguém,
Nem encontrar motivos pra me defender.
Prometo nunca mais caminhar no cimento.
Prometo, a qualquer momento, estar nu.

Cheio de amor pra dar, eu sou o vampiro do Jorge
Mautner que não ganha nada de individuo algum.
Me sinto feliz e todo insatisfeito com meu mundo,
Sinto que vou embora, que Deus quer me ver mais mudo.

7 comentários:

Cris Chevriet disse...

fiquei muda de um modo bom

Joi disse...

que lindo, cris! concordo.

Pedro Thomé disse...

''guzzy quer dizer eu te amo/ muzzy quer dizer eu te adoro!''

queridao foda esse texto!

Andrè Dale disse...

Saudades desse fofé...

Bella disse...

quanto tempo não vinha aqui..tinha me esquecido de como é bom!

John disse...

será que Deus quer me ver mais mudo também???????????????? ai...

Andrè Dale disse...

hehehehehe Calma, Jorge!